União Marxista-Leninista Portuguesa

Comunicados e Artigos Recentes

 

O 1º de Maio de 2022, como dia internacional de luta da classe trabalhadora, é ensombrado por uma invasão bárbara à Ucrânia pelo imperialismo russo e por um perigo generalizado de guerra e de uma guerra mundial. Os países ou blocos imperialistas da Rússia ou dos EUA, como principal belicista no mundo e em aliança com a NATO,...

O 25 de Abril de 1974 mostrou-nos que não existe tal coisa como um Estado neutro de classe e que o Estado burguês não pode simplesmente ser reformado ou dominado pelo povo. A burguesia estava no poder, o seu método de governo - fascismo - foi derrubado, mas a burguesia permaneceu no poder pelas mãos do parlamentarismo burguês. Marx e...

Resoluções da UMLP

O 25 de Abril de 1974 mostrou-nos que não existe tal coisa como um Estado neutro de classe e que o Estado burguês não pode simplesmente ser reformado ou dominado pelo povo. A burguesia estava no poder, o seu método de governo - fascismo - foi derrubado, mas a burguesia permaneceu no poder pelas mãos do parlamentarismo burguês. Marx e...

Como UMLP, condenamos em absoluto o escalar do confronto no Leste da Europa, uma luta imperialista pelo domínio mundial e apelamos ao desenvolvimento de um novo movimento pela paz através da rebelião contra todos os belicistas imperialistas! Se é certo que a actual agressão russa é imperialista e injustificável, também é certo que este 'pacifismo...

Notícias e Artigos

Resoluções da ICOR

O 1º de Maio de 2022, como dia internacional de luta da classe trabalhadora, é ensombrado por uma invasão bárbara à Ucrânia pelo imperialismo russo e por um perigo generalizado de guerra e de uma guerra mundial. Os países ou blocos imperialistas da Rússia ou dos EUA, como principal belicista no mundo e em aliança com a NATO,...

Com base na resolução "Resistência activa contra a guerra psicológica, os preparativos de guerra imperialista e as ameaças no conflito Ucrânia-Rússia" de 14 de Fevereiro de 2022, a ICOR condena veementemente a invasão russa da Ucrânia. Isto não só espezinha até mesmo o direito internacional burguês. Em particular, o princípio socialista do direito...

Nas últimas décadas, a NATO, com os EUA como o principal belicista, tem constantemente avançado de forma provocadora na sua expansão para leste e tem armado cada vez mais o reaccionário regime ucraniano com fornecimentos de armas e munições. Há já meses que a Rússia imperialista concentra um exército de 100.000 homens equipados com equipamento...

JUNTA-TE A NÓS

Recebe as nossas notícias e comunicados